As linhas de computadores profissionais Tecra e Portégé da Toshiba vão integrar os novos processadores Pentium M da Intel, baseados em tecnologia Centrino, que devem garantir um melhor desempenho ao nível da comunicação wireless e da mobilidade, anunciou a empresa em comunicado. A integração dos novos processadores Dothan não é nenhuma surpresa já que a Toshiba tem vindo a acompanhar os desenvolvimentos tecnológicos da Intel a nível de processadores para portáteis e assumiu desde o início um forte comprometimento com a plataforma Centrino.

Os novos modelos com Pentium M chegam ao mercado ainda este mês, com preços entre os 2.100 e 2.600 euros. Depois das famílias Tecra e Portégé, a Toshiba pretende também introduzir os novos processadores em alguns modelos da série Satellite, colocados à venda depois do Verão.

Os novos modelos que este mês chegam ao mercado são o Tecra M2, que integra o Pentium M 745 a 1,8 GHz, o Portégé R100 com o Pentium M Ultra Low Voltage a 1,1 GHz, e ainda o Portégé M200 Tablet PC com processador Pentium M 725 a 1,6 GHz. O Portégé R100 distingue-se particularmente pelo facto de pesar apenas 1,09 Kg e poder atingir uma autonomia até 8,6 horas se for usada uma segunda bateria.

Os novos Pentium M foram lançados em Maio pela Intel e a empresa de semicondutores garante que estes novos processadores móveis trazem maior velocidade de relógio, melhorias na micro-arquitectura e mais cache on-die para melhorar o desempenho dos computadores portáteis.

Notícias Relacionadas:
2004-05-10 - Intel renova processadores Pentium M com melhor desempenho

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.