A iniciativa recebeu o nome de Laptops for Ukraine e junta a Comissão Europeia, o Ministério da Transformação Digital da Ucrânia e a DigitalEurope, uma organização europeia que representa a indústria da tecnologia digital. O objetivo é mobilizar esforços de empresas, mas também de todos os cidadãos, para recolher computadores, tablets e smartphones que possam ser usados pelos alunos das escolas ucranianas e também pelos serviços públicos, entre os quais estão os hospitais.

A ideia está também ligada à EUTech4Ukraine, através da qual deverá ser feita a recolha de equipamentos, mas a própria Comissão Europeia está a promover a recolha nas instituições da União Europeia.

O destino são as escolas, hospitais e serviços públicos nas regiões mais afetadas pela guerra na Ucrânia. As autoridades ucranianas identificaram os computadores como uma das necessidades mais prementes no momento e indicam que cerca de 70 mil professores precisam de laptops para continuar a dar aulas, e que 5 mil escolas nas regiões atingidas pela guerra precisam de dispositivos digitais para garantir que 200 mil alunos possam continuar a sua aprendizagem.

Museu da Guerra já conseguiu mais de 1 milhão de dólares para a Ucrânia com obras digitais
Museu da Guerra já conseguiu mais de 1 milhão de dólares para a Ucrânia com obras digitais
Ver artigo

Para além disso, são necessários outros equipamentos, entre smartphones, tablets e outros dispositivos eletrónicos, para outros setores e, em particular, para enfermeiros, médicos e administração pública. Os dispositivos podem ser usados, desde que estejam funcionais.

De acordo com os dados partilhados, as empresas podem fazer doações maiores diretamente por meio do mecanismo de proteção civil da União Europeia. Para doações menores, as organizações, empresas e cidadãos com sede na Bélgica podem doar equipamentos através da DigitalEurope, que quer alargar os centros de recolha em toda a Europa.

A Comissão Europeia está também a trabalhar com parceiros da indústria para receber doações, recolher e entregar material através da EUTech4Ukraine, pretendendo também facilitar a recolha de equipamento nas instituições da UE, embora não exista informação específica sobre centros de recolha ou formas de contacto.

O comunicado indica que, através do mecanismo de proteção civil da UE, os dispositivos serão recolhidos e enviados para a Ucrânia, nos locais onde os equipamentos são mais necessários.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.