É uma tecnologia de transferência de ficheiros ultra rápida, está pronta há pelo menos dois anos, mas ainda não chegou aos computadores. Falamos do USB 3.2, uma solução com suporte para velocidades de transferência de até 20Gbps, que foi agora aprovado pela organização responsável por promover e suportar a divulgação desta tecnologia. Na prática, isto significa que vamos ver esta solução implementada em PCs muito em breve.

A tecnologia não serve apenas para a transferência de ficheiros entre dispositivos de armazenamento, mas também para a conexão de outros periféricos, como comandos de jogos, por exemplo. Neste último caso, a velocidade é essencial para garantir que não existe desfasamento entre o clique do botão e a replicação do comando no jogo.

Criado padrão de segurança para proteger equipamentos USB-C de outros aparelhos infetados
Criado padrão de segurança para proteger equipamentos USB-C de outros aparelhos infetados
Ver artigo

Para concretizar esta solução em equipamentos eletrónicos disponíveis ao público, vai ser necessário criar motherboards compatíveis, pelo que deverá ser necessário esperar alguns meses até venhamos a ver o primeiro PC com USB 3.2. É possível que seja necessário esperar até 2020 para que todas as fabricantes e sistemas estejam harmonizados para funcionar com esta tecnologia, contando apenas com o segmento dos computadores fixos.

Note que, no que toca a este tipo de tecnologia, esta não é a solução mais rápida que existe no mercado. É possível alcançar os 40Gbps com Thunderbolt 3, que partilha o mesmo conector que o USB-C. Contudo, esta tecnologia é cara e rara de encontrar em quantidade nos PCs mais comuns. Posto isto, é possível que o USB 3.2 seja essencial à democratização das altas velocidades na transferência de ficheiros, uma vez que permite reduzir os custos de produção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.