Entre abril e junho terão sido vendidos em todo o mundo 45,1 milhões de computadores portáteis, num crescimento de 1% face ao mesmo período do ano passado, que embora pouco significativo representa uma inversão na tendência, de acordo com a análise da NPD.



A Europa ocidental e a América do norte lideraram o crescimento das vendas no período em análise, em grande medida devido ao fim do suporte para o Windows XP, que obrigou muitos utilizadores a atualizarem o sistema operativo e consequentemente as máquinas que o suportam.



O ciclo normal de substituição de computadores, impulsionado pelo lançamento de vários modelos com preços baixos, também influenciou positivamente as vendas no trimestre.



Por fabricantes, os números mostram que a Lenovo foi a fabricante que mais vendeu, seguida da HP que no trimestre perdeu a liderança para a empresa chinesa. A Lenovo conseguiu 18% do mercado, num crescimento de 36%. A quota de mercado da HP ficou-se pelos 17%, num crescimento de 13%. Dell e Acer foram as fabricantes que se seguiram na tabela dos principais vendedores.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.