A Virgin Galactic fez um novo voo de teste da nave VSS Unity da família SpaceShipTwo, quatro anos após o incidente que ditou a morte do seu piloto e a destruição da nave. A empresa de Richard Branson comemorou o sucesso com uma mensagem no Twitter.

A SS2 é uma nave reutilizável, desenhada para transportar dois pilotos e até seis passageiros, ou em alternativa carga, até à orbita espacial. A Virgin Galactic pretende desta forma tornar o acesso ao espaço acessível aos seus clientes ou investigadores.

O teste de voo da VSS Unity durou cerca de uma hora, começando com a descolagem atracado a um avião de transporte, sendo depois libertado para voar livremente, quebrando a barreira do som. A nave aterrou de forma segura no deserto do Mojave, na Califórnia, marcando o seu 12º voo de teste. O teste ficou marcado pela nave ter utilizado o seu motor durante o voo pela primeira vez.

O patrão da Virgin também manifestou a sua satisfação no Twitter, referindo que o espaço estava agora mais próximo com a Virgin Galactic de regresso e prometendo o anúncio de novo voo após analisar os relatórios do teste.

Recordando o acidente fatal de 2014, as peritagens efetuadas pelo Conselho de Segurança Nacional dos Transportes dos EUA concluíram que o desastre havia sido provocado por erro humano. O copiloto acionou o sistema de estabilização da nave antes do tempo, fazendo com que se desintegrasse, despenhando-se no Mojave, nos Estados Unidos. Na altura do acidente, a Virgin Galactic prometia continuar os testes para aumentar a segurança.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.