A teoria já tinha sido avançada logo nos dias após o acidente, mas só ao fim de nove meses é que são conhecidos os resultados da peritagem efetuada pelo Conselho de Segurança Nacional dos Transportes dos EUA (NTSB na sigla em inglês): o desastre da SpaceShipTwo foi provocado por erro humano.

O copiloto acionou o sistema de estabilização da aeronave de turismo espacial antes do tempo, isto é, antes de o veículo ter atingido a velocidade de Mach 1.4. Os níveis elevados de resistência originados pela nave antes do tempo e ainda em fase de ascensão fez com que a mesma se desintegrasse e despenhasse no deserto do Mojave, nos EUA.

A SpaceShipTwo tinha um sistema inovador para conferir maior estabilidade durante o regresso à Terra: as asas subiam e ajudavam a nave a criar um efeito de descida semelhante ao de um volante de badminton.

A SpaceShipTwo era o modelo de aeronave que a Virgin Galactic está a testar para iniciar as viagens de turismo espacial e o acidente abalou a credibilidade do projeto.

Em reação ao resultado da peritagem, a Virgin Galactic apenas agradeceu o profissionalismo e disse que os resultados da investigação são bem-vindos.

A Virgin Galactic já confirmou que pretende continuar a desenvolver o projeto, com o objetivo de não adiar mais os primeiros voos de turismo espacial.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.