Segundo declarações de Tami Reller, em conferência de imprensa, o Windows 8 superou a marca dos 200 milhões de licenças vendidas.

Embora o resultado seja descrito como “esplêndido” pela responsável, é um facto que a versão mais recente do sistema operativo está longe de repetir o sucesso comercial do antecessor Windows 7.

No espaço de um ano, a plataforma já tinha vendido mais de 240 milhões de licenças, marca que o Windows 8, com mais de um ano e meio no mercado, ainda não alcançou.

Dados da NetApplications relativos a dezembro de 2013 mostravam que o Windows 8 tinha uma quota de mercado de 6,89% e o Windows 8.1 uma quota de 3,6.

O Windows XP, em fim de vida, estava em 29% dos computadores e o Windows 7 estava instalado em quase metade dos PCs do mundo, com uma quota de 47,5%.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.