A Zara anunciou esta semana que vai introduzir espelhos de realidade aumentada nas suas lojas. A empresa, que pertence ao grupo espanhol Inditex, assume este investimento como uma estratégia para atrair consumidores mais jovens, cujos hábitos de consumo estão a migrar para o domínio digital a um ritmo muito acelerado. Os primeiros espelhos vão ser instalados em abril.

"Atualmente é muito raro encontrarmos, no segmento das lojas físicas, empresas que não estejam a ser afetadas pelo online", disse Anne Critchlow, da Societe Generale, em comunicado de imprensa. "A Inditex, contudo, é um exemplo raro de uma empresa que se está a dar bastante bem com este novo cenário".

A retalhista vai começar por introduzir os espelhos tecnológicos em 120 lojas espalhadas por todo o mundo já a partir do próximo dia 18 de abril. Não há certezas sobre se Portugal será um dos países a integrar este primeiro circuito de "felizes contemplados".

Outra das lojas que já garantiu um investimento em recursos tecnológicos para melhorar a experiência do consumidor em loja, foi a H&M.

Cadeias de moda pronta-a-vestir enfrentam outro tipo de concorrência no universo online, onde lojas mais e menos reputadas, com preços mais ou menos em conta se encontram igualmente disponíveis de forma igualmente conveniente. Adicionalmente, a competição com marcas exclusivamente digitais ou estrangeiras podem desviar a atenção dos consumidores para outras lojas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.