Hoje comemora-se o Dia Europeu da Proteção de Dados mas os internautas parecem estar ainda pouco conscientes e protegidos relativamente às principais ameaças online. Cerca de 63% dos utilizadores de Internet não consegue identificar uma mensagem online recebida e que potencialmente contém um esquema de phishing.

Os números são da Kaspersky e da O+K Research que concluíram ainda que 51% dos utilizadores de PC já receberam "mensagens ou links com anexos suspeitos" e 29% admitem que o computador já foi infetado "após a abertura de um anexo malicioso", adianta em comunicado a empresa de segurança russa.

Enquanto 32% dos utilizadores de Internet receberam emails em nomes de "bancos, redes sociais ou outros serviços a pedirem informação confidencial", cerca de 16% admitem já ter introduzido os dados pessoais ou financeiros em páginas Web consideradas suspeitas.

Os laboratórios da Kaspersky reconhecem que os esquemas de interceção e de manipulação de mensagens para roubo de informações estão cada vez mais sofisticados e convincentes. Mas os utilizadores devem estar atentos a mensagens suspeitas de "redes sociais, banca online, sistemas de pagamento ou lojas online", alerta a empresa, pois são as entidades em que 66% das vezes são usadas em esquemas de phishing.

Remetentes desconhecidos, mensagens consideradas suspeitas e mensagens da caixa de Spam devem ser acedidas de forma cuidadosa. Uma password segura, um software de segurança instalado e atualizado também ajudam a evitar os "ciberproblemas".

A segurança aos olhos dos utilizadores

A maior parte dos utilizadores continua a considerar que é extramente inseguro navegar na Internet sem ter anti-virus ou outras proteções em desktop PC (51%) e notebook PC (49%), caindo as percentagens para 33% nos desktops Mac e nos portáteis MacBook.

Por outro lado, 28% dos utilizadores consideram como absolutamente seguro utilizar ebooks sem instalação adicional de software de segurança, baixando para 20% no caso dos smartphones BlackBerry, mas que ainda assim garante a segunda taxa mais alta de confiança.

Mas os dispositivos móveis ainda não gozam do mesmo tipo de preocupação e proteção que os computadores desktop e portáteis:

[caption]Dia Europeu da Proteção de Dados[/caption]

Os internautas revelaram ainda poucos níveis de conhecimento sobre as maiores e mais atuais ameaças de Internet. Mais de 60% desconhecem o que é o Stuxnet, o Duqu ou as vulnerabilidades e ataques 0-Day.

[caption]Dia Europeu da Proteção de Dados[/caption]

Noutras áreas da investigação conclui-se ainda que as redes Wi-Fi gratuitas são o segundo tipo de ligação à Internet mais utilizado, tipo de comportamento que é um risco acrescido quando cada vez mais pessoas usam o mesmo dispositivo para utilização pessoal e profissional.

Os resultados são revelados pela empresa de segurança Kaspersky depois de um estudo internacional realizado em conjunto com a O+K Research em que participaram mais de 11 mil pessoas com idade igual ou superior a 16 anos. Cerca de 90% dos inquiridos utilizam a Internet diariamente.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.