Em 2008, o roubo de dados pessoais totalizou 285 mil de registos entre as empresas norte-americanas, mais do que os observados entre 2004 e 2007 somados, no equivalente a nove informações por segundo, afirma Verizon.

Segundo a análise 2009 Data Breach Investigations Report (DBIR), feita com base em 90 falhas de segurança típicas, o crime organizado esteve por detrás de 90 por cento das acções registadas durante o ano passado.

O estudo da Verizon teve apenas em consideração os ataques que resultaram no roubo de dados que depois foram usados num crime, como a contrafacção de cartões de crédito ou a usurpação de identidade para a compra de artigos, refere a Associated Press.

A invasão foi o principal método usado para obter os dados pelo quinto ano consecutivo, procedimento adoptado em 94 por cento dos casos registados.

Os responsáveis pelo estudo referem ainda que 90 por cento das vulnerabilidades poderiam ter sido evitadas com medidas de segurança elementares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.