O escasso número de computadores nas escolas e a fraca integração das ferramentas de TIC nos currículos das disciplinas faz com que os jovens europeus entre os 12 e os 18 anos tenham acesso mais frequente à Internet em casa do que na Escola. A conclusão é uma das retiradas do relatório Mediappro que juntou universidades, entidades governamentais, associações e fundações de nove países, entre os quais se conta Portugal, representado pela Universidade do Algarve.



A análise foi realizada entre Janeiro de 2005 e Junho de 2006, mês em que foi publicamente apresentada em Bruxelas. Para além da utilização das ferramentas o estudo pretendia avaliar a forma como os jovens se apropriavam nos media digitais, desde a Internet aos telemóveis e jogos de vídeo.



O projecto envolveu 9 mil jovens nos 9 países e na região canadiana do Québec e permitiu verificar que noventa por cento dos jovens utiliza a Internet, enquanto mais de 7 em dez comunicam via Instant messaging. No domicílio a taxa de utilização é de 80 por cento, sobretudo para conversar com os amigos (70%), fazer pesquisa (90%), enviar emails, descarregar ficheiros ou ouvir música.




Os dados relativos a Portugal, referentes a uma análise realizada no Algarve, indicam que 92,8 por cento dos estudantes usam a Internet e confirmam que todas as escolas de todos os níveis de ensino estão ligadas à Rede. No entanto, a nível da utilização da Internet, só 42v por cento dos inquiridos afirma usar a Internet diariamente em casa, enquanto uns reduzidos 5 por cento o faz, também todos os dias, na escola.



Em termos de segurança, uma das principais preocupações do estudo, a maioria dos jovens europeus declara que nunca contactou com desconhecidos na Internet, embora 22 por cento das respostas optassem por um mais seguro "raramente". A consciência da necessidade de não ter comportamentos anti-sociais é também elevada, mas não tanto a nível da protecção de direitos de autor, embora reconheçam o tema.

Em relação a outros meios digitais, noventa e cinco por cento dos jovens afirmam possuir o seu próprio telemóvel e recorrem preferencialmente ao envio de SMS em detrimento da comunicação de voz. Mais de cinquenta por cento usa uma consola de videojogos enquanto 64 por cento joga no computador, mas normalmente de forma episódica e não regular.

Os blogs são também cada vez mais utilizados pelos jovens para manter uma presença online. Trinta e oito por cento dos jovens belgas inquiridos afirmam possuir um blog, um número particularmente importante dado que a média europeia se situa nos 18 por cento.

Notícias Relacionadas:

2006-07-04 - Internet é utilizada por mais de 3,4 milhões de portugueses

2006-07-03 - Mais de metade dos adolescentes americanos têm leitores de MP3

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.