Jovem norte-americano poderá ser preso por falsificar as notas escolares
Pressionado pelas candidaturas à universidade, o jovem de 18 anos decidiu instalar spyware nos PCs da escola e alterar as suas notas. Para além de falsificar a sua classificação alterou também as dos amigos podendo agora enfrentar 38 anos de prisão.

Omar Khan, um adolescente norte-americano pode vir a enfrentar 38 anos de prisão por entrar nos computadores da escola secundária que frequenta e falsificar as suas notas a várias disciplinas. O objectivo era melhorar a média anual de forma a conseguir entrar na faculdade este ano.



Entre os 69 crimes de que é acusado, o jovem de 18 anos é ainda penalizado pela utilização de spyware, passwords roubadas e por ter alterado as classificações de mais 12 colegas.



De acordo com a eWeek, Omar Khan entrava na escola durante a noite para ir roubando informações que lhe permitissem entrar no sistema informático escolar. Após conseguir ultrapassar as barreiras de segurança instalou programas maliciosos nos computadores de forma a conseguir controlar as suas classificações e a dos seus colegas a partir de casa.



Notícias Relacionadas:

2008-04-29 - Envio de spam leva norte-americano a cumprir 21 meses de prisão

2008-03-18 - "Rei do Spam" pode enfrentar 26 anos de prisão

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.