Todos os andaluzes vão ter direito a acesso gratuito a Internet de banda larga com um débito de, pelo menos, 1 Mb. A promessa é do actual presidente da Junta da Andaluzia e faz parte do leque de propostas com que o político quer ser reeleito pela sexta vez.



A par com as promessas tradicionais de melhores condições de acesso à habitação, ao trabalho e à saúde, Manuel Chaves quer cativar a sua população com a expectativa de acesso gratuito à Internet, o que já está a causar polémica entre os concorrentes pelos elevados custos que a medida teria para a região.



Mesmo assim, os socialistas, garantem que se forem eleitos a ideia vai avançar e até afiançam que as negociações com as operadoras de telecomunicações já estão avançadas.



A facilidades só estaria disponível para quem aceitasse contratar a velocidade acordada com os operadores, o que se estima rondasse 78 por cento da população, um número bem acima daquele que as estatísticas hoje apontam como percentagem de andaluzes com acesso à rede, cerca de 42 por cento.



Segundo os cálculos já efectuados, a medida teria um custo anual para a junta andaluz de 60 a 70 milhões de euros, uma questão que, pelo menos em tempo de campanha, parece ser ultrapassável.



Notícias Relacionadas:

2005-08-01 - Ligar Portugal quer triplicar o número de famílias com acesso à banda larga

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.