A percentagem de internautas norte-americanos que acederam à Web em busca de notícias ou outro tipo de informações sobre as primárias para a eleição presidencial mais do que duplicou face aos níveis registados em 2004, passando de oito para 17 por cento, revela um estudo da Pew Internet & American Life Project.




Os dados mostram também que perto de metade dos americanos recorreu à Internet, ao correio electrónico ou ao telemóvel em acções relacionadas com as campanhas eleitorais desta Primavera.




Os vídeos online ocuparam papel relevante durante todo o processo, tendo sido visualizados por 35 por cento dos 2.251 inquiridos pela Pew, o que quase triplica os valores registados em idêntico período eleitoral anterior.




As redes sociais também parecem ter estado em alta. O estudo indica que 10 por cento dos norte-americanos recorreu a sites como o Facebook ou o MySpace para reunir informação ou de alguma forma envolver-se nas primárias.




O facto de, actualmente, os internautas se mostrarem mais confortáveis com as transacções online fez crescer, também, o número de doadores de fundos a candidatos, que passou dos quatro por cento registados em 2004 para os seis por cento em 2008.




Notícias Relacionadas:

2008-01-01 - Democratas norte-americanos podem votar online nas presidenciais

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.