O Facebook está a censurar a partilha de links para determinados sites na troca de mensagens. A política adoptada faz-se notar de cada vez que um utilizador tente enviar um email em que inclua, por exemplo, ligações a sites peer-to-peer, como o The Pirate Bay .

À tentativa a rede social responde com a advertência de que o conteúdo da mensagem foi bloqueado “porque foi assinalado como abusivo ou spam”, noticia a Wired .

A censura à partilha de ligações a determinados sites externos já acontece a partir do mural dos perfis há alguns meses, mas passa agora a aplicar-se ao serviço unificado de mensagens, lançado recentemente.

O The Pirate Bay não será um caso isolado. O Le Monde denuncia que acontece situação idêntica com a partilha de links para o site Lamebook , por exemplo. Aqui, além da questão dos conteúdos, estão igualmente em causa divergências em redor no nome da marca, com o Facebook a alegar que a parecença pode causar confusão, e que já resultou no encerramento da página do site naquela rede social.

Relativamente ao Lamebook, os responsáveis do Facebook já terão afirmado que o bloqueio às ligações se deve a um erro técnico que será corrigido.

O controlo preventivo dos links partilhados nas mensagens levanta algumas questões relativamente à privacidade, pois supõe o rastreio do conteúdo dessas mesmas mensagens, algo que os serviços de comunicações não podem fazer. O Facebook alega estar dentro da legalidade quando bloqueia ligações, de modo a garantir a protecção dos direitos de propriedade intelectual.

“Adoptámos métodos para prevenir o abuso e o spam no Facebook que iremos aplicar com o novo sistema de Mensagens”, referia a rede social no lançamento do novo serviço.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.