Os executivos são pouco dados à vida social através da Internet. Não têm blogs, não são adeptos do Twitter, nem do Facebook. Mas 75% já escreveu um artigo para a Wikipédia.



Os resultados foram publicados hoje pelo site UberCEO. Nenhum dos 100 maiores executivos de 2009, eleitos pela revista Fortune, tem blog e dos cem CEOs (Chief Executive Officers) eleitos, apenas dois têm perfil no Twitter - o microblog mais falado do momento, e um dos maiores fenómenos da multiplicação de utilizadores de sempre.



A análise mostra que os CEOs são pouco adeptos da Internet como ferramenta de contacto social. Prova disso é o facto de, mesmo quando se trata uma rede profissional como o LinkedIn, podermos verificar que apenas 13 dos cem executivos escolhidos têm conta no site. E dos treze, só três é que têm uma rede com mais de 80 contactos - como é o caso de Michael Dell (da Dell), Gregory Spierkel (da Ingram Micro) e John Chambers (da Cisco).



O UberCEO acrescenta ainda que 81 por cento dos executivos não tem perfil no Facebook - uma das redes sociais com mais adeptos nos EUA - e dos que têm, só dois é que contam com uma rede de amigos com mais de dez pessoas.



O maior sucesso entre os executivos parece ser mesmo a Wikipedia. Ao que a UberCEO apurou, 75 por cento já colaboraram com um artigo para a enciclopédia online mas, ainda assim, em 28 por cento dos casos os artigos apresentam incorrecções ao nível do título, poucas fontes ou informação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.