Os primeiros equipamentos que suportam ligações 5G começam a chegar ao mercado este verão e em alguns territórios e cidades já se começam a fazer as primeiras experiências, como que a “apalpar terreno” da tecnologia que pretende mudar paradigmas à sociedade e empresas. A China é um dos países que mais se tem comprometido em abraçar a quinta geração móvel e avança com uma data oficial para a comercialização da tecnologia.

Segundo a Gizchina, que cita a publicação chinesa Mydrivers, a China irá passar a comercializar a rede 5G a partir do dia 1 de outubro com a China Mobile. Para garantir cobertura de todo o território chinês, a tecnologia será fornecida pelas empresas Huawei, ZTE e Ericsson.

O próprio General Manager da ZTE confirmou numa conferência dedicada ao 5G em Hong Kong que a China vai arrancar operações na data avançada, suportada pelas informações dos operadores de telecomunicações chineses.

A ZTE estima que, em plena era dos smartphones 5G, estimada para 2021, o tráfego mensal por utilizador pode chegar aos 200 GB. A empresa estima ainda que o desenvolvimento do 5G da China será o mais rápido, mas que os smartphones 5G apenas terão um peso de 2% no mercado este ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.