O Secretário da Defesa norte-americano já instituiu formalmente uma nova força especial para a cibersegurança. O departamento deverá operar sob a tutela do centro de estratégia americano, anunciou o porta-voz do Pentágono, Bryan Whitman.



De acordo com a informação veiculada pela Agência France Press, o novo departamento fica operacional já em Outubro, mas só deverá estar a funcionar em pleno um ano depois.



Keith Alexander – actual director da Agência Nacional de Segurança (NSA) – é o nome esperado para a liderança da nova força para a cibersegurança, avança a mesma fonte. O director da NSA descreveu o ciberespaço como a nova fronteira militar capaz de ditar o futuro da segurança nacional, comparável ao poder aéreo ou marítimo.



A criação de uma força especial para se ocupar de ameaças informáticas já tinha sido anunciada por Barack Obama, a 29 de Maio. Quando saíram os resultados de um estudo que aconselhava o governo a criar um departamento autónomo para gerir a cibersegurança, até então dispersa por vários departamentos, o presidente norte-americano manifestou a intenção de criar uma figura – na altura designada como “Ciber Czar” – que reportaria directamente aos conselhos nacionais de segurança e económico.



No orçamento da defesa proposto para 2010, a administração propôs um aumento de fundos para triplicar o número de peritos em segurança informática, de 80 para 250 por ano.



Alguns analistas já expressaram a sua preocupação com uma eventual aproximação mais agressiva à segurança informática, temendo que esta ameace a privacidade e as liberdades individuais dos cidadãos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.