Os países da União Europeia representaram 88,7% das vendas totais, ou 276,5 mil milhões de euros, apresentando um crescimento de 18,1%.

Os dados são da Ecommerce Europe, num estudo realizado com a colaboração de diversas associações do setor e com a GfK e indicam ainda que os negócios online foram responsáveis por 3,5% dos 16 biliões de euros de Produto Internet Bruto (PIB) da Europa. Estima-se que esta percentagem seja duas vezes maior em 2016 e três vezes maior em 2020.

O número de postos de trabalho criados, direta ou indiretamente, pelo setor Business to Consumer (B2C) ronda os dois milhões, valor que deverá acompanhar proporcionalmente o crescimento da taxa de penetração da comunidade Internet e do crescimento projetado para o comércio eletrónico.

550 mil sites para 250 milhões de cibercompradores

No final de 2012, a Ecommerce Europe contabilizava em 550 mil o número de websites de B2C, que tem crescido a um ritmo de 15 a 20% ao ano, com destaque para o Sul e Leste da Europa.
Dos 820 milhões de cidadãos que vivem na Europa, 529 milhões são internautas e, destes, 250 milhões fazem compras online. Cada cibercomprador gastou, em média, 1,243 euros, refere o relatório.

Reino Unido, Alemanha e França perfizeram, juntos, 61% do total das vendas de comércio eletrónico B2C na Europa.

A Ecommerce Europe confirma a liderança do Velho Continente como a região do mundo onde se fazem mais compras online, com uma quota de 35,1%. A América do Norte, (EUA e Canadá) surgem a seguir, com 33,1%, e a Ásia Pacífico completa os lugares do pódio, representando 25,6% do mercado.

Veja mais dados na infografia.

[caption][/caption]

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.