Até 2020, o valor das exportações online resultante das compras eletrónicas nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Finlândia, Holanda e França vai crescer mais de cinco vezes até atingir os 130 mil milhões de dólares, revela um estudo da OC&C e da Google.

Os seis mercados perfizeram em 2013 um total de 25 mil milhões de dólares graças às vendass online feitas para o exterior, com o Reino Unido na liderança (mais de mil milhões de dólares), refere a Reuters, que avança os resultados do estudo.

Os Estados Unidos surgem a seguir, com as previsões da OC&C a apontarem para os 180 milhões, com a Alemanha em terceiro, com 35 milhões de dólares.

Relativamente aos retalhistas, eBay e Amazon lideram no comércio eletrónico puro, acompanhadas da alemã Zalando e da rival britânica ASOS, especialistas em moda.

Relativamente aos retalhistas, eBay e Amazon lideram no comércio eletrónico puro, acompanhadas da alemã Zalando e da rival britânica ASOS, especialistas em moda.

Entram igualmente no top das "exportadoras online" a IKEA, a H&M e a Avon, como players tradicionais que usaram o ecommerce para acelerar a sua expansão internacional. São igualmente mencionadas as marcas Adidas, a Louis Vuitton, a Hermes e a Burberry.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.