A Comissão Europeia decidiu adoptar uma proposta para uma decisão de enquadramento do Conselho Europeu de combate aos ataques perpetuados contra sistemas de informação, onde se incluem crimes como a pirataria, os vírus e a negação de ataques a serviços. O objectivo é conciliar a lei em todos os Estados-membros de modo a que as respectivas autoridade possam responder mais eficazmente perante estas ameaças à segurança dos sistemas.



Uma das questões primordiais a resolver são as falhas dos regulamentos nacionais que condicionam a actuação das autoridades legais. Desta forma, a natureza transnacional deste tipo de crime justifica a intervenção da Comunidade Europeia de modo a permitir a cooperação entre entidades.



Esta necessidade de aproximar as várias legislações já tinha sido previamente acordada em Tampere durante o Conselho Europeu em 1999. Segundo Erkki Liikanen, Comissário europeu para a Sociedade de Informação e Empresas, esta proposta contribui para melhorar a segurança das nossas infra estruturas de informação, parte vital da sociedade do conhecimento em desenvolvimento.



Quanto à proposta agora apresentada de aproximar as leis europeias, o objectivo é combater o acesso ilegal a sistemas de informação, propagação de vírus, proteger os direitos dos utilizadores, a sua privacidade e promover o desenvolvimento de novas tecnologias e prioridades económicas.



Notícias Relacionadas:

2002-04-08 - Perdas financeiras provocadas pelo roubo de dados via Internet continuam a aumentar

2001-11-23 - Convenção contra cibercrime consegue apoio de trinta países

2001-06-15 - Grupo opõe-se a tratado sobre cibercrime

2000-11-22 - CE propõe convenção de combate ao cibercrime

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.