O World Wide Web Consortium
(W3C), organismo responsável pela aprovação de padrões e protocolos da Web, acaba de autorizar dois novos standards de gráficos vectoriais sob a forma de recomendações, o Scalable
Vector Graphics (SVG) 1.1
e o Mobile
SVG
. O primeiro separa capacidades SVG em blocos reutilizáveis de
construção, ao passo que o segundo recombina-as de uma forma adequada para dispositivos móveis. Estas especificações foram consideradas estáveis pelo W3C, que considera que contribuem para a interoperabilidade da Web e apoia a sua adopção pela indústria.

As funcionalidades gráficas da SVG 1.1 são as mesmas que a anterior SVG 1.0,
aprovada pelo W3C como recomendação a 4 de Setembro de 2001. A diferença reside na forma em que a linguagem é definida. Enquanto que na versão anterior, a definição de documento Document Type Definition (DTD) consistia apenas numa única unidade centralizada, na SVG 1.1 encontra-se dividido em blocos funcionais de construção mais pequenos e flexíveis que podem ser reagrupados de formas diferentes de acordo com determinado objectivo.

Por seu lado, a especificação Mobile SVG permite incorporar gráficos
vectoriais em dispositivos sem fios. Tirando partido dos blocos de construção da SVG 1.1, o consórcio W3C desenvolveu dois perfis de SVG. Um, o SVG Tiny, destina-se a telemóveis que suportam funcionalidades multimédia como os terminais 3G; o outro, denominado SVG Basic, visa ser empregue em PDAs e outros computadores de bolso.

O SVG Tiny possibilita o envio de mensagens multimédia animadas e coloridas, ao passo que o SVG Basic permite que profissionais em movimento consultem gráficos informativos, interactivos e actualizados num PDA que é dinamicamente actualizado através de uma rede sem fios ligada a um centro de informação em formato XML localizado na empresa. O W3C está também a aproveitar os blocos de construção da SVG 1.1 para combiná-los com blocos de outras tecnologias abertas aprovadas pelo organismo e componentes XML, de forma a produzir soluções robustas e integradas.

Neste momento, estão a começar a ser implementados os primeiros serviços comerciais que empregam a especificação Mobile SVG, como é o caso de serviços de localização que empregam metadados - dados relativos a outros dados - geográficos incorporados em SVG. Em Novembro do ano passado foram testadas 15 implementações das especificações SVG 1.1 e Mobile SVG. Como resultado destes
testes de compatibilidade, estão já disponíveis implementações de SVG para computadores desktop e portáteis.

Notícias Relacionadas:
2001-09-10 - SVG -
o novo rival do Flash

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.