À semelhança do que já tinham feito a Google e a Microsoft, a Yahoo anunciou que vai limitar o tempo em que fica na posse de informação do utilizador, gerada durante as pesquisas.



De acordo com a empresa, a informação fornecida pelos utilizadores ficará anónima após treze meses, um período mais curto que o definido pelas concorrentes Microsoft e Google que optaram por definir um período de 18 meses, durante o qual mantêm dados sobre as pesquisas de cada utilizador.



Em comunicado, a Yahoo considera que 13 meses é um período adequado para limitar o tempo durante o qual uma empresa mantém este tipo de dados e a partir do qual os deve tornar anónimos. A empresa admite situações de excepção em que possa aumentar o período de manutenção das informações, por razões judiciais ou outras.



Governos e organismos reguladores na Europa e nos Estados Unidos têm dedicado maior atenção nos últimos tempos à informação que fica na posse das empresas da Internet sempre que os seus serviços são utilizados e analisado os riscos para a privacidade que daí podem adevir.



A pressão feita por estes organismos junto dos gigantes da Internet tem produzido efeitos e levado ao anúncio de medidas que prometem limitar o volume de dados armazenados sobre cada utilizador.



Notícias Relacionadas:

2007-07-23 - Microsoft adopta nova política de protecção à privacidade do utilizador

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.