Vinte e quatro horas depois a página online do Instituto de Mobilidade e Transportes continua a apresentar um funcionamento intermitente. Seja através do endereço mais atual - imt-ip.pt -, seja através do “espelho” do endereço antigo - imtt.pt.

No caso do endereço que já não é a ligação oficial do IMT a situação é ainda mais gravosa. Por vezes os utilizadores são direcionados para páginas online que contêm malware. E isso tanto acontece na versão desktop como na versão mobile, como o TeK comprovou, sendo transversal a diferentes sistemas operativos e navegadores de Internet.

“Ambos os endereços estão a ser redirecionados para páginas com malware e outras com sistemas de votação pagos. O microxml.net [site que faz o redirect] é muito conhecido na área do malware desde 2013 e geralmente está a encaminhar para páginas de venda de fármacos ilegais, warez e outros sistemas maliciosos”, explicou ao TeK o especialista em segurança informática, David Sopas.

“O IMT deverá ter em conta que o site poderá estar a infetar visitantes e a prejudicar a sua reputação perante os motores de busca”, salientou o elemento do blogue WebSegura.

Numa outra informação partilhada com o TeK foi revelada aquela que pode ser uma causa para os problemas que estão a afetar a página online do Instituto de Mobilidade e Transportes.

De acordo com a André Melancia, do Internet Society - Portugal Chapter (ISOC.PT), o domínio do site da antiga Direção-Geral dos Transportes Terrestres - dgtt.pt - expirou. Do lado do IMT não terá sido feita a renovação, mas aparentemente o endereço dgtt.pt estava ligado aos servidores que são necessários  para manter funcionais os endereços imtt.pt e imt-ip.pt, “nomeadamente o NS.DGTT.PT usado como nameserver primário destes domínios”, salienta a mesma pessoa.

A partir do momento em que a validade de um endereço Web expira, pode ser adquirido legalmente por qualquer pessoa. E neste momento o endereço dgtt.pt pertence a Sergey Petroviche, estando sob a alçada da entidade gestora Key-Systems GmbH.

Uma situação que na opinião de David Sopas é bastante comum: “perdendo o acesso ao servidor de nameserver, os dominios associados serão encaminhados para outros destinos”. “Por isso é que existem ‘empresas’ que compram logo os domínios (principalmente com ranks altos, governamentais ou associações) para aproveitarem o tráfego ainda existente e usam a sua reputação para infetar utilizadores”, alerta o especialista.

Contactado pelo TeK para perceber as causas dos problemas e os riscos associados, o Instituto de Mobilidade e Transportes ainda não respondeu. O IMT já tinha confirmado ontem, 6 de julho, que foram verificados problemas no site.

O Instituto de Mobilidade e Transportes é a entidade responsável pela emissão de cartas de condução entre outras responsabilidades, sendo que a sua página online está a apresentar um comportamento fora do comum pelo menos desde as 14 horas de ontem.

Rui da Rocha Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.