Ao todo foram 66 dias de teletrabalho numa realidade totalmente diferente para a equipa do Café da Manhã da RFM: emissões online. O SAPO TEK conversou com o locutor Pedro Fernandes que, dadas as circunstâncias, garante que até se sentiu como se estivesse a participar numa “rádio pirata”. Quais os desafios e as vantagens que veio a descobrir com esta experiência? Estas são algumas questões a que deu resposta.

Em março ninguém estava preparado para o que aí vinha: uma pandemia que obrigou todas as profissões a adaptarem-se a uma nova realidade de crise de saúde pública. Pouco tempo depois da declaração do Estado de Emergência a 19 de março, a RFM deu início a uma nova experiência de teletrabalho a 16 de março desse mês e que só terminou a 19 de maio. Os lives tiveram início a 23 de março.

A rádio deixou de ser feita nas instalações em Benfica para a “magia” passar a acontecer em casa de todos os membros da equipa, com tudo a ser programado nesse mesmo fim-de-semana. Entre as 7h e as 10h da manhã de segunda a sexta-feira os diretos no Facebook foram garantidos.

Pedro Fernandes, Mariana Alvim, Salvador Martinha, Luís Franco-Bastos e Duarte Pita Negrão foram os rostos que deram a cara durante os cerca de dois meses de emissão online. Mas, como explica Pedro Fernandes, numa fase inicial, sem stream, nem todos participaram nas emissões, com o locutor e a Mariana Alvim a fazerem parte do programa. Só nos lives é que se reuniu toda a equipa. A razão prende-se com a adaptação ao sistema e à nova realidade.

Apesar de fazer um balanço final bastante positivo desta experiência, Pedro Fernandes assume vários desafios que, em condições normais, não existiriam. “A qualidade do som não é tão boa”, explicou. E, tendo a coordenação a seu cargo, o locutor assume também que tinha de estar atento a muitos mais pormenores.

Para isso, contou com a ajuda de uma aplicação e de um sistema de streaming que permitia a equipa partilhar em direto toda a emissão online. Transmitido no Facebook e no canal de YouTube, o conteúdo foi acompanhado diariamente por milhares de portugueses que passaram a ver a cara, e parte da casa e do contexto familiar, dos locutores. Para além disso, comentários ao longo dos lives foi algo que passou a ser recorrente.

“Por momentos senti-me como se fizesse parte de uma rádio pirata”, afirma Pedro Fernandes

Uma nova forma de comunicar com os ouvintes

Com as emissões online, ter noção da quantidade de pessoas que acompanharam o trabalho da equipa do Café da Manhã da RFM passou a ser algo muito mais imediato. Para além dos números, Pedro Fernandes destaca ainda a “internacionalização” da rádio, com ouvintes um pouco por todo o mundo. Austrália, Timor, Estados Unidos, Japão, Timor, Suíça e Brasil são alguns dos países destacados pelo locutor da RFM.

“Já sabia que a rádio era ouvida em todo o mundo, mas com esta experiência foi mais fácil responder de forma mais rápidas às pessoas, o que foi muito gratificante”, garante

O que se aprendeu com esta experiência que pode ser aplicado no futuro?

Provado já está ser possível fazer todo um programa de rádio sem estar efetivamente num estúdio que foi construído para isso mesmo. Agora, Pedro Fernandes mostra-se confiante com um futuro que pode vir a ganhar com esta experiência, com a possibilidade de os ouvintes acompanharem a emissão de uma forma semelhante à que foi feita durante a pandemia. Desta forma, os ouvintes poderiam “espreitar” o que é feito no estúdio, tal como aconteceu nos lives.

Durante quase três meses o dia-a-dia da equipa do Café da Manhã da RFM mudou, com uma dinâmica totalmente diferente à realidade, fora dos estúdios. A equipa decidiu “reinventar-se” com novos desafios colocados aos locutores diariamente, com a pandemia a provar que a rádio continua bastante presente na vida dos portugueses.

Apesar de o contexto pelo qual todo o mundo atravessa, Pedro Fernandes garante que esta experiência aproximou toda a equipa e mostra-se bastante satisfeito com isso. Agora, a realidade já tem sido a anterior “normal”, com a equipa nos estúdios da RFM a levar até aos ouvintes mais um programa do Café da Manhã.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.