Os gastos com acesso à Internet e o investimento publicitário online deverão aumentar na casa dos dois dígitos até 2011. A previsão é da PWC e tem em conta a cada vez maior oferta de banda larga e o sucesso de alguns serviços nela suportados, como os sites de entretenimento e as redes sociais.



A análise, que se restringe ao mercado americano, estima que o investimento publicitário em meios online e os gastos com acesso valham 78,4 mil milhões de dólares daqui a quatro anos, contra os 47,2 mil milhões de dólares apurados para o ano passado, num crescimento de 10,7 por cento.



O estudo da PriceWaterHouseCoopers sublinha que o mercado americano é o maior do mundo na área da Internet, mas ressalva que essa condição não se manterá por muito tempo, já que a partir de 2009 a China deverá assumir a liderança do mercado mundial, no que se refere ao número de utilizadores de Internet.
Com a aceleração do ritmo de adesão dos cidadãos chineses à Internet a PWC estima que em 2011 os gastos com acesso naquele país aumentem 7,1 por cento para os 43 mil milhões de dólares.



Em termos das ofertas o estudo indica que os pacotes triple play serão fundamentais para captar novos clientes e aumentar a receita média por cliente ao longo dos próximos cinco anos.



Notícias Relacionadas:

2007-05-21 - Websites duplicam em dois anos e aproximam-se dos 120 milhões

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.