A análise permitiu concluir que os grandes desafios da Europa neste domínio passam pelas baixas competências digitais dos alunos e pela necessidade de integrar de facto as TIC nos processos de ensino. Sublinha-se que todo o desenvolvimento tecnológico em torno da educação, patente hoje e previsto para os próximos anos, exige que o papel do professor seja repensado.



Este Horizon Report Europe: 2014 Schools Edition identifica ainda que, no curo prazo os media sociais vão banalizar-se na educação e que no médio prazo vão usar cada vez mais recursos educativos abertos, capazes de favorecer a combinação entre ambientes de aprendizagem físicos e virtuais. Também se defende que o ensino online beneficiará de um evolução significativa nos próximos cinco anos.


No que se refere às tecnologias com maior potencial para gerar impacto na vida dos estudantes e das escolas, o estudo destaca a cloud e a utilização de tablets. Também se defende que os jogos de computador estarão cada vez mais integrados no ensino e que daqui a dois ou três anos sejam parte integrante dos programas curriculares.


Têm como principal mais-valia o contributo que podem dar ao desenvolvimento de competências sociais e o facto de permitirem simular cenários e poderem dar um contributo na compreensão de questões como o racismo ou as desigualdades.


O estudo é da autoria do New Media Consortium e é o primeiro relatório do género, focado na análise de tendências tecnológicas e do seu impacto nas escolas e na educação durante os próximos cinco anos. Foi construído com base na opinião de 50 especialistas de 22 países europeus.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.