Comparativamente aos media tradicionais, um em cada cinco norte-americanos indica que a Internet é o meio de comunicação mais importante nas as suas vidas, segundo o conjunto de respostas reunidas para o último estudo da Arbitron em colaboração com a Edison Media Research, denominado "Internet 9: The Media and Entertainment World of Online Consumers".



A Internet é considerada um medium quase tão "porreiro e excitante" como a televisão (34 e 35 por cento, respectivamente). É entre os mais jovens que a grande rede ultrapassa a velha televisão em tais considerações. Perto de metade (46 por cento) dos inquiridos com idades compreendidas entre os 12 e os 34 anos de idade escolhem a Internet, com apenas 29 por cento a preferirem a televisão.



O estudo deixa igualmente dados interessantes acerca dos hábitos de entretenimento daqueles que utilizam streaming media. Com a indústria discográfica a dificultar a vida às empresas desta área, é interessante notar que o estudo revela que os "streamies" semanais - internautas que vêem ou escutam pelo menos uma vez por semana aplicações deste género online - compraram no ano passado CDs mais de uma vez e meia do que o norte-americano médio.



Os "streamies" foram também consideravelmente mais vezes ao cinema (3,19) do que do que o tipico consumidor (1,85 vezes) nos últimos três meses. As promoções de filmes online geram mais atenção e isso vê-se no resultado do estudo. Perto de dois terços (62 por cento) dos streamies de vídeo viram os chamados trailers e previews através da Internet.



O estudo dá igualmente conta de números recorde no que diz respeito ao "consumo" de áudio e vídeo na Internet. Desde Julho de 2002, cerca de 83 milhões de norte-americanos já tiveram contacto com estas aplicações através da Web. O número de pessoas que ouviram ou assistiram a vídeos online no último mês aumentou ligeiramente comparativamente ao ano passado - dos 37 milhões em Julho de 2001, para os 38 milhões em Julho de 2002.



A velocidade de ligação é um factor que contribui para o aumento da utilização do streaming. O estudo confirma que as ligações domésticas em banda larga continuam a crescer apesar do abrandamento da economia. A adopção de um acesso residencial de alta velocidade duplicou nos últimos 18 meses, saltando dos 13 por cento registados em Janeiro de 2001, para os 28 por cento em Julho de 2002. Este crescimento deverá continuar. De acordo com o estudo, um em cada cinco internautas com uma ligação doméstica por dial-up considera alterá-la para banda larga no próximo ano.



Os resultados do estudo indicam ainda que o acesso à Internet nos Estados Unidos estagnou perto dos 70 por cento. Apesar do lento crescimento do nível de adopção da Internet, o tempo médio passado online continua a aumentar, aproximando-se agora dos 60 minutos por dia. Em Julho passado os norte-americanos reportaram passar em média 58 minutos online, acima dos 41 minutos registados em igual mês de 2001.



Notícias Relacionadas:

2002-09-03 - Número de consumidores online aumenta na Europa

2002-09-10 - Acesso à Internet em banda larga cresce 122% no segundo trimestre

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.