O programador russo que decifrou o código de encriptação do software do eBook, da Adobe, foi hoje presente a um tribunal federal na Califórnia, na sequência de uma acusação de pirataria informática feita pelo governo norte americano. A audiência serviu para calendarizar a entrega das propostas dos advogados das partes envolvidas no processo. Até à data nada se sabe sobre os termos das negociações.



Dmitri Sklyarov, que tinha sido detido no Verão passado durante a convenção de piratas informáticos, DefCon, por violar as directivas do Digital Millennium Copyright Act, desenvolveu uma ferramenta capaz de enganar o software do eBook e de copiar os documentos protegidos por este programa.



Embora a Adobe tenha optado por não processar Dmitri Sklyarov após a sua detenção, o governo norte americano não deu ouvidos ao alvoroço criado pela comunidade online em relação ao caso e decidiu processar o pirata informático na mesma.



Como resultado desta detenção, alguns programadores retiraram já as suas ferramentas da Internet com receio que estas violassem algumas das normas do Digital Millennium Copyright Act. O governo russo, por seu lado, aconselhou os seus engenheiros de software a não se deslocarem aos Estados Unidos de modo a evitar mais incidentes do género, tendo em conta que nem todos os países seguem as mesma directivas nesta área.



Notícias Relacionadas:

2001-07-16 - Hackers reuniram-se na nona convenção DefCon em Las Vegas

2000-11-30 - Digital Millennium Copyright Act pode ser alterado já em 2001

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.