A Europol desmantelou um esquema que ao longo de dois anos fez vítimas em três dezenas de países, cobrando multas em nome das autoridades europeias. Os autores da fraude, um russo de 27 anos e cerca de uma dezena de cúmplices, usaram um vírus informático para entrar nos computadores de milhões de internautas.



A invasão era acompanhada de uma mensagem divulgada em nome da Europol e de outras polícias europeias e informava os utilizadores de que teriam de pagar uma multa para poderem voltar a ligar-se à Internet.



As autoridades não têm números, nem sobre quantos internautas terão sido afetados pelo problema nem relativamente ao valor pago aos autores do esquema, mas acreditam que os valores podem ascender a milhões de euros e a milhares de lesados. O valor médio das multas era de 100 euros.



O mentor da fraude, e responsável pelo desenvolvimento do vírus que comunicava às vítimas as supostas multas, foi detido em dezembro nos Emirados Árabes Unidos. Os cúmplices, que se encarregavam da lavagem do dinheiro do esquema e do seu envio para a Rússia, foram detidos há dias na Costa do Sol, em Espanha.



O vírus usado no esquema é conhecido por Ransomware e ao longo dos últimos dois anos sofreu 48 mutações para escapar aos programas de segurança e antivírus.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.