Com base numa análise independente, a ação popular alega que a rede social intercepta sistematicamente as mensagens que os seus utilizadores trocam entre si para obter dados que partilha posteriormente com marketers.

Mais especificamente, o processo argumenta que quando os utilizadores partilham um link para outro site através de mensagem privada, o Facebook monitoriza o conteúdo dessa mensagem, segue o link e procura informação que servirá para construir um perfil da atividade do utilizador.

A ação foi iniciada por dois norte-americanos em nome de todos os utilizadores do Facebook naquele país que enviaram links através de mensagem privada. Os valores pedidos variam entre 100 dólares por cada dia de alegada violação ou 10.000 dólares por cada utilizador afetado.

O Facebook já reagiu, referindo que as alegações não têm qualquer sentido e que irá defender-se "vigorosamente", cita o Finantial Times.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.