A informação pode ser acompanhada na página onde a Apple atualiza em tempo real o estado dos serviços que disponibiliza online, que acaba de ser atualizada para dar como resolvidos os problemas que nas últimas horas afetaram várias aplicações.



Nesta página de estado, a Apple reconhecia a existência de problemas nas aplicações iMessage, documentos na cloud (iCloud), Photo Stream; Backup e iPhoto Journals. A empresa também dava nota de que os problemas em questão poderiam impedir o acesso de alguns utilizadores às respetivas aplicações e estimava que seriam visados pelo problema apenas 1% dos clientes. Tendo em conta que o iCloud conta com cerca de 300 milhões de utilizadores, segundo os últimos dados revelados pela Apple, terão sofrido as consequências da falha, pelo menos 3 milhões de utilizadores em todo o mundo.




O problema no acesso às aplicações foi dado como resolvido às 16h22, mas esta madrugada a empresa identificou outra falha, que também privou os clientes da utilização normal dos seus serviços. Durante cerca de 20 minutos, perto das 05h00, a funcionalidade que permite criar uma Apple ID (uma conta Apple) esteve inacessível.



Já esta tarde, entre as 13h57 e as 14h42, cerca de 16% dos utilizadores do iTunes estiveram impedidos de fazer compras na plataforma online, relata também a Apple na mesma página.



Note-se que já em julho a Apple teve de desativar um conjunto de serviços temporariamente na sequência de um ataque à sua página de programadores.




Neste novo caso ainda não há informações relativamente à origem do problema. Sabe-se apenas que os serviços não estiveram inacessíveis por questões de manutenção, já que esse tipo de operação é assinalada de outra forma na página de estado.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.