O erro foi revelado esta segunda-feira por Erin Egan, chefe de privacidade do Facebook. Segundo a nota no blog, há cerca de 800 mil utilizadores afetados. Em mais de 80% das contas o problema verificou-se apenas com um contacto indevidamente desbloqueado.

Tal aconteceu entre 29 de maio e 5 de junho e neste período de tempo, as pessoas que estavam bloqueadas podiam ver os posts públicos. As publicações apenas visíveis para amigos continuaram inacessíveis.

A falha também permitia que pessoas da lista de bloqueados reenviassem pedidos de amizade e “metessem” conversa com o utilizador pelo Messenger, algo que normalmente não seria possível.

Bloquear outros utilizadores no Facebook funciona como uma forma de cortar relações com essas pessoas sem ser necessário sair da rede social. A equipa de Mark Zuckerberg diz estar a notificar todas as pessoas que foram afetadas pelo erro, entretanto totalmente corrigido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.