O pedido, na forma de uma carta enviada ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ao provedor de Justiça e aos grupos parlamentares, refere que o portal tem apresentado "graves indícios de congestionamento", por vezes com um número de utilizadores "perfeitamente irrisório", refere a Lusa, que teve acesso ao documento.

A Ordem considera por isso que "algo de estrutural está manifestamente errado", exigindo "uma tomada de decisão urgente, salvaguardando os direitos dos contribuintes e criando-lhes, como compete a quem governa, as condições para o cumprimento do dever declarativo".

A OTOC pede ao Governo que ordene com urgência um inquérito ao funcionamento do portal, de forma a que se encontre uma solução à altura das necessidades da sua utilização.

Pede igualmente a criação de um servidor único para uso exclusivo dos Técnicos Oficiais de Contas.

Recorde-se que devido a problemas de funcionamento no portal das Finanças, no dia 30 de Abril o Governo decidiu alargar até 2 de Maio o prazo para os trabalhadores por conta de outrem e pensionistas entregarem o IRS pela Internet sem qualquer multa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.