A marca de automóveis Ford está a ser usada para distribuir malware. O alerta é do PandaLabs que em pesquisas identificou 1,2 milhões de páginas com resultados maliciosos de alguma forma relacionadas com a marca.

A técnica utilizada é descrita pela empresa como SEO - Search Engine Optimization e esconde-se em páginas de Internet para as quais o utilizador é atraído em busca de informação sobre a marca, após uma pesquisa Web.

Ao entrar numa página de resultados de pesquisa com código malicioso o utilizador é redireccionado para um local que sugere a visualização de um vídeo. Quando o utilizador tenta ver este vídeo é-lhe indicado que precisa de descarregar um programa.

O programa é um falso antivírus, que uma vez instalado alerta constantemente para a existência de um problema de segurança que não existe. O objectivo é que o receio de ter o PC infectado leve a "vítima" a comparar um produto de segurança que também não existe.

Esta não é uma fórmula nova para tentar enganar quem circula na Internet, mas têm-se revelado lucrativa e por isso as formas com que vai surgindo têm-se multiplicado rapidamente, assim como as versões do falso antivírus.

Segundo os laboratórios da Panda, só entre o primeiro trimestre do ano passado e o mesmo período deste ano o número de variantes deste falso antivírus aumentou 100 por cento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.