A Getty Images baniu o carregamento e a venda de imagens geradas por inteligência artificial. A decisão segue-se a tomadas de posição semelhantes por parte de plataformas como a Newgrounds, a PurplePort e a FurAffinity.

Craig Peters, CEO da Getty, revelou ao The Verge que a decisão é sustentada por algumas preocupações legais relacionadas com a legalidade do conteúdo gerado automaticamente por inteligência artificial, bem como por um desejo de proteger os utilizadores do site. "Temos alguns receios relacionados com os direitos de autor destes conteúdos e com os indivíduos representados neles", esclareceu Peters.

Os criadores de geradores de imagens assentes em inteligência artificial alegam que estes sistemas são legais, mas nada garante que o estatuto não venha a ser contestado. Na verdade, tecnologias como o Stable Diffusion, são treinadas com base em imagens extraídas da internet, venham elas de blogs pessoais ou de plataformas como a Getty: a presença de imagens com direitos autorais nos modelos de treino das IA é claro, dada a sua preleção para replicar a marca de água da empresa.

Transforme palavras em arte com a ajuda da Inteligência Artificial
Transforme palavras em arte com a ajuda da Inteligência Artificial
Ver artigo

O Shutterstock, um dos sites que concorre com a Getty, ainda não introduziu uma política do género, mas já limita as pesquisas por conteúdo gerado por IA. Uma das justificações que sustenta decisões como esta diz respeito ao interesse que a plataforma tem em apoiar o trabalho de artistas humanos.

"A IA e as aplicações de machine learning, como o DALL-E, aproveitam-se de outros artistas para criar conteúdo. As peças que derivam desses algoritmos são feitas com base em centenas, senão milhares de peças de outros artistas", explicou um dos responsáveis pela plataforma concorrente, FurAffinity. "O nosso objetivo é apoiar artistas e o seu trabalho. Não acreditamos que a nossa comunidade procure conteúdo gerado por IA", rematou.

Apesar das intenções da plataforma, remover conteúdo criado por IA pode ser bastante complicado. Peters diz que a Getty confia nas identificações criadas pelos utilizadores e que a plataforma confia na C2PA para criar filtros que lhe permitam excluir imagens e vídeos do género. Importa sublinhar, no entanto, que a pesquisa por "arte gerada por IA" continua a gerar muitos resultados.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.