Receosa do escrutínio por parte de legisladores, a Google decidiu encerrar um serviço que prestava a operadoras móveis baseado em dados recolhidos em dispositivos Android. A decisão, tomada em abril deste ano, foi tornada pública hoje, 19 de Agosto, pela Reuters que entrou em contacto com quatro fontes anónimas da empresa. 

Lançado em março de 2017, o “Mobile Networks Insights” era um serviço providenciado pela Google a operadoras móveis. Uma vez que 75% dos smartphones utilizados mundialmente recorrem ao sistema operativo Android, a ferramenta permitia às operadoras perceber quais eram os pontos fracos da cobertura da sua rede. Na sua base estavam dados anónimos provenientes de dispositivos Android que tinham ativadas as funções de partilha do histórico de localizações e de diagnóstico da Google.

Victoria Keough, uma porta-voz da Google, confirmou à Reuters o encerramento do serviço, indicando apenas que a decisão foi motivada “por uma mudança de prioridades”. Semelhantemente, a empresa não apresentou uma justificação às operadoras móveis aquando do encerramento do serviço, alegam duas das fontes anónimas à agência noticiosa.

Desde que entrou em vigor o Regulamento Europeu de Proteção de Dados, o qual proíbe a partilha ou venda de dados de utilizadores sem o seu consentimento, empresas à semelhança da Google têm vindo a tornar-se cada vez mais receosas em relação à utilização de dados privados. O encerramento do serviço “Mobile Networks Insights” é, por exemplo, apenas uma das mais recentes medidas tomadas pela Google por medo de represálias por parte de legisladores. Em abril deste ano, a empresa encerrou um serviço semelhante -  “Youtube Video Checkup” - prestado a operadoras móveis na Malásia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.