A decisão, que deverá ser anunciada esta quarta-feira, vem no seguimento da revisão da proposta da Google apresentada para dar resposta às queixas das empresas, que acusam a gigante da Internet de políticas que violam a legislação europeia da concorrência.

A manipulação de resultados de pesquisa, em favor de interesses comerciais, era uma das principais acusações.

Há algum tempo que a Google tentava um acordo com os queixosos. A proposta agora aceite terá sido a terceira, sendo que as duas anteriores foram recusadas por Bruxelas, por não responderem verdadeiramente aos problemas antitrust identificados.

A Reuters escrevia na semana passada que a Google já teria reformulado o conjunto de sugestões entregue à CE, onde fazia "concessões muito melhores" que as previstas no pacote de intenções anteriores.

Se a proposta não tivesse sido aceite e o caso tivesse avançado para um processo de infração, a multa em causa poderia ascender a 10% das receitas anuais da empresa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.