O motor de busca Google vai introduzir um programa que permite que os sites sejam expostos de modo mais vincado se os patrocinadores pagarem uma quantia mais elevada. De acordo com a nova funcionalidade lançada ontem, a lista do motor de busca dedicado a anunciantes será determinada, em parte, pelo valor que o site está disposto a pagar para estar listado em determinadas categorias.



Este processo permite aos sites elevar o seu lanço de modo a aumentar as suas hipóteses para uma colocação superior na respectiva secção do site do Google dedicado aos links patrocinados. No entanto, o número de vezes que os visitantes clicam nos links também será contabilizado para determinar o lugar de cada um – uma técnica que pode ser considerada um desvio do processo acima mencionado.



Todavia, o Google já lista resultados de anunciantes sob um formato semelhante ao agora apresentado desde 2000, embora tenha vendido o espaço sob um sistema de preços fixo o que impedia os sites de reforçar a sua colocação através de dinheiro.




Segundo informações divulgadas pela agência de notícias Associated Press o sistema de captação de publicidade agora apresentado é já considerado por alguns críticos como um convite a práticas enganadoras de fazer negócio. Por enquanto o motor de busca vai continuar a listar os resultados das pesquisas por ordem de relevância.



A Associated Press chama ainda atenção para o facto do sistema apresentado pelo Google ser muito similar a um apresentado previamente pela concorrente Overture Services.



De salientar, que ainda no Verão passado um grupo defensor dos direito dos consumidores apresentou uma queixa na Federal Trade Commission – da qual ainda não obteve resposta pública – alegando que os resultados provenientes de motores de busca com o sistema de pagamento representavam um prática de publicidade dissimulada.



Responsáveis do Google fizeram já saber que vão rejeitar as empresas que queiram listar os seus sites em categorias que não estejam relacionadas com a sua área de negócio principal, exemplo disso foi a recusa do motor de busca em colocar publicidade referente a empresas de cartões de crédito que tentaram comprar espaço por baixo da categoria "Palm Pilot". A empresa afirma ainda que tem a intenção de manter a sua integridade editorial do mesmo modo que um jornal.



O site do motor de busca vai assim exibir até oito anunciantes no lado direito da sua página sob uma secção denominada links patrocinados.




Notícias Relacionadas:

2001-11-14 - Yahoo! integra serviço de resultados de pesquisa pagos da Overture

2001-07-18 - Motores de busca acusados de exibirem publicidade disfarçada

2001-07-08 - Motor de Busca Google apresenta arte como tema mas pesquisado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.