A Google está a introduzir gradualmente a nova versão do Meet, a sua ferramenta de videoconferência, com a particularidade de integração no Gmail, funcionalidade que será disponibilizada nos próximos dias. Até aqui apenas disponível no segmento empresarial, como parte do G Suit, a ferramenta foi adaptada para todo o público e disponibilizada de forma gratuita, como resposta às necessidades de teletrabalho e ensino em casa.

Enquanto espera pela versão integrada no Gmail, pode começar a utilizar no seu site oficial, bastando ter um endereço de email para se inscrever (preferencialmente do Gmail para facilitar a autenticação). Para usar, basta clicar em “Iniciar uma reunião”, abrindo-se uma nova janela para uma reunião segura, que pode participar e partilhar com outras pessoas, explica a Google. Para entrar numa reunião, deverá introduzir um código que lhe tenha sido fornecido anteriormente.

tek google meet

O sistema é flexível com outras ferramentas da Google, como o Calendário, podendo agendar e convidar pessoas diretamente, para participarem na reunião. Outras funcionalidades disponíveis passam pela partilha de ecrã, legendas em tempo real, assim como diferentes layouts disponíveis nas preferências. E a empresa garante total segurança, baseada na sua infraestrutura global.

A Google afirma que desde que foi introduzida a versão gratuita em março, devido ao isolamento da pandemia de COVID-19, a utilização diária aumentou 30 vezes, somando mais de 3 mil milhões de minutos de videoconferências, numa base diária. Em abril foram adicionados cerca de 3 milhões de novos utilizadores todos os dias, refere a empresa no seu blog.

Para além da versão web browser, o Google Meet pode ser utilizado em equipamentos mobile, iOS ou Android.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.