A medida estava em vigor desde Março, altura em que a empresa de Internet denunciou as tentativas de censura do Governo chinês e afirmou que não estaria mais disposta a sujeitar-se às mesmas. Agora será cancelada.


A Google comunicou no seu site que vai parar de redireccionar todos os acessos a Google.cn para Google.com.hk, como tem feito até agora para garantir que as pesquisas realizadas no seu motor de busca em chinês não são limitadas por quaisquer filtros de censura. A medida visa evitar que a licença para fornecer conteúdos de Internet na China não seja renovada.


A licença que a Google tem para operar no país termina a 30 de Junho e segundo a empresa, as autoridades locais já mostraram em conversas que consideram inaceitável a política de redireccionamento de tráfego da Google para os servidores de Hong Kong, e que seria difícil renovar a autorização para a oferta de conteúdos de Internet, caso a política da Google se mantenha. A empresa explica que sem a licença não será possível operar o Google.cn.


A Google explica ainda num post no blog oficial que tem trabalhado em alternativa para continuar a manter o site chinês, respondendo ao desejo manifestado por muitos utilizadores, mantendo-se simultaneamente fiel aos seus princípios.


Os serviços de tradução e de música estão a ser fornecidos a partir da China já, por serem aqueles que podem ser disponibilizados sem filtros. Estes, tais como os serviços de pesquisa, estão acessíveis a partir de uma nova página genérica de acesso a todos os serviços da empresa. Dentro desta há também uma ligação directa para o Google.com.hk, devidamente identificada.


A empresa considera que desta forma se mantém fiel aos princípios que tem defendido e cumpre com as leis chinesas, dizendo-se esperançada na renovação da licença de fornecedor de conteúdos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.