A Google considera “maus anúncios” todos aqueles que violam as políticas da empresa. Nesse grupo incluem-se anúncios disfarçados de notícias, malware ou esquemas de phishing.

Em 2018, a Google introduziu 31 novas políticas relacionadas com anúncios. Como resultado, a tecnológica americana divulgou os números relativos a 2018 tendo concluído que, diariamente, foram mais de seis mil milhões os anúncios removidos.

Os 2,3 mil milhões de anúncios retiradoss representam uma inversão da tendência que se vinha a verificar. Em 2016 tinham sido removidos 1,7 mil milhões, número que subiu para 3,2 mil milhões em 2017. Em 2018 houve, portanto, uma descida de 28% em relação a 2017.

Uma publicação de Scott Spencer, director da Google, revelou mais alguns detalhes. O número de anúncios de phishing removidos foi de aproximadamente 58,8 milhões enquanto que, devido à melhoria da tecnologia de machine learning, foram encerradas quase um milhão de contas de “maus anunciantes”.

O relatório destaca ainda a retirada de 207 mil anúncios de revendedores de bilhetes e de 143 mil relacionados com eleições nos Estados Unidos, referindo também a remoção total de anúncios de aproximadamente um milhão e meio de aplicações.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.