O projeto do Google+ parece ter os dias contados, pelo menos na forma como os utilizadores o conhecem atualmente. A incapacidade de desviar utilizadores do Facebook e de não conseguir criar um momentum como o Instagram ou Snapchat, vão levar a empresa a uma alteração de estratégia.

Foi o próprio executivo de topo da Google, Sundar Pichai, quem admitiu à Forbes que a tecnológica vai querer explorar o Hangouts, a Photos e o Google+ de forma separada, em vez de ter tudo concentrado.

"Eu penso que incrementalmente vai-se assistir a um foco nas comunicações, fotografias e no fluxo de publicações do Google+ como três áreas importantes, em vez de pensar tudo como uma única área", disse o porta-voz da gigante dos motores de busca.

Há muito que é defendido que a plataforma social da Google mesmo não sendo a mais apelativa de todas, tem em si funcionalidades interessantes e de relevo.

Parte do insucesso do Google+ está também relacionado com a insistência da tecnológica de Mountain View em obrigar os utilizadores a terem um perfil na rede social, mesmo que apenas quisessem ter acesso a outros serviços - como o Gmail ou o YouTube.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.