A intenção foi apresentada esta tarde pelo secretário de Estado adjunto do ministro do desenvolvimento regional, Pedro Lomba, no Forum Online Publishers da Portugal Internet Week, que decorre no eShow.



O responsável adiantou que os contactos para criação deste grupo de trabalho já começaram a ser feitos pelo Governo, que quer juntar à mesma mesa empresas de media nacionais, associações e grandes players de Internet, que se têm posicionando como os grandes concorrentes dos media tradicionais na evolução para o negócio digital.



Pedro Lomba revelou que a Google é uma das empresas que já mostrou disponibilidade para integrar o grupo de trabalho, que o Governo gostaria de ter a funcionar já no próximo mês.



Esta é uma das frentes da estratégia do Governo para endereçar o tema. Tem como principal objetivo procurar uma base comum para uma proposta que ajude a regular a concorrência no mercado de conteúdos digitais.



Se for possível chegar a uma proposta que concilie interesses de empresas de Internet e de grupos de media, Portugal pretende levá-la a Bruxelas, com a expectativa de contribuir para as bases de uma solução europeia.



Os lobbies da indústria de media têm-se mobilizado contra gigantes como a Google ou a Yahoo, que distribuem conteúdos produzidos por terceiros e através desses canais de distribuição arrecadam boa parte das receitas de publicidade geradas pelo seu consumo.



José Carlos Lourenço, COO da Controlinveste Conteúdos, revelou no mesmo fórum que o investimento publicitário digital deverá este ano crescer na ordem dos 30%, sublinhando que pouco mais de 1% desse ganho será gozado pelos online publishers portugueses.



Para endereçar esta questão dos conteúdos o Governo planeia agir numa segunda frente, que potenciará os esforços do grupo trabalho. Pedro Lomba garantiu que serão feitos esforços para introduzir o tema na agenda do novo comissário europeu português Carlos Moedas, aliando-se a outros países na tentativa de encontrar uma resposta pelo tema pela via do diálogo entre as diversas partes e não pela via legal, como alguns países têm optado por fazer.

Agenda digital para os media

Pedro Lomba apresentou também na PIW a Agenda Digital para os Media, uma iniciativa que o Governo quer dinamizar para ajudar as PME do sector na transição para o digital e que prevê medidas em várias áreas.

Entre as medidas previstas nesta agenda, destaque para a revisão do regime de incentivos aos órgãos de comunicação social; incentivo ao desenvolvimento de empresas de media digitais; e a utilização dos recursos do programa europeu 2020 para apoiar a transição do sector para um negócio de base digital.

O responsável defendeu que a concretização desta Agenda só será possível com a colaboração do mercado e também adiantou que está a trabalhar com o ministério da economia para aplicar o conceito do programa PME Digital às empresas do sector.

Veja a entrevista flash do secretário de Estado ao TeK.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.