Um hacker norte-americano que reivindica a autoria de ataques aos sistemas informáticos de mais de 79 bancos acaba de divulgar online, em jeito de "prova", informações sobre os clientes das entidades visadas.

Entre os dados divulgados estão nomes, moradas, endereços de email e números de telefone, em texto legível, mas não os números de cartões de crédito propriamente ditos, garante a imprensa internacional que analisou alguns dos documentos publicados esta semana no Pastebin.

As contas comprometidas pertencem a clientes de bancos tanto nos Estados Unidos como noutros países, e resultam de ataques levados a cabo ao longo dos últimos três meses, afirma o hacker.

De acordo com Reckz0r, nome com o qual assina o autor dos ataques, as informações divulgadas dizem respeito a apenas cerca de 1.700 contas, entregues a título de exemplo, por se tratar de demasiada informação para divulgar na totalidade.

"Entrei nos sistemas de mais de 79 bancos, que tenho vindo a atacar há três meses", escreveu Reckz0r no seu perfil no Twitter, onde esclarece também que as suas investidas não visaram a Visa e a MasterCard, apenas bancos.

O hacker autoproclama-se como um autodidata, que já pertenceu a grupos como o Anonymous e o UGNazi. Ainda a semana passava prometia retirar-se e usar a "inteligência apenas para o bem". Na altura tinha publicado informações de vítimas de outros ataques, às quais pedia desculpa publicamente.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.