Cerca de 60 por cento das imagens de pedofilia vendidas na Internet referem-se actualmente a violações, revela um estudo hoje divulgado no Reino Unido pela Internet Watch Foundation. O organismo britânico que mantém a vigilância sobre abuso sexual de crianças na Internet alerta para o crescimento no número de imagens de pedofilia na Internet mas também para a crescente violência.

O relatório de 2006 da Internet Watch Foundation mostra um crescimento de 4 vezes no número de imagens de abuso violento, sendo que as crianças envolvidas são maioritariamente menores de 12 anos e sobretudo raparigas.

Durante o ano passado a IWF identificou mais de 10,6 mil URLs individuais com imagens de pedofilia, num crescimento de 74 por cento em relação ao ano anterior. No total estes URLs correspondem a mais de 3 mil domínios, sendo mais de metade sites comerciais.

A organização alerta ainda para o facto de 10,5 por cento das imagens identificadas estarem alojadas em sites de fotografia.

"O desafio de ver os sites comerciais removidos da Internet é ainda sério, com alguns dos sites mais prolíferos a evitar o encerramento manobrando o alojamento em servidores em diferentes jurisdições legais", pode ler-se no relatório. A IWF aponta como exemplo um site que já foi reportado 224 vezes desde 2002.

O alerta vai por isso para a necessidade de unir esforços internacionalmente para combater a pedofilia na Internet, sobretudo porque 90 por cento dos sites que comercializam estas imagens estão localizados nos Estados Unidos e na Rússia.

Notícias Relacionadas:

2005-06-17 - G8 quer base de dados internacional para combater pedofilia

2004-11-25 - Mega operação contra pedofilia online envolve 65 países

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.