A história chega de Espanha, quando o engenheiro Guido García decidiu diminuir a saudade de sua avó através de um gadget caseiro montado por si. A sua avó Ludi recusa-se a ter um smartphone e não tem Wi-fi em casa, mas isso não impediu o jovem de utilizar um sistema para enviar textos e imagens para a senhora idosa de 93 anos.

Como relata o El País, tudo o que o engenheiro de telecomunicações precisou foi de uma caixa de morangos, uma pequena impressora portátil e um microcomputador Raspberry Pi. Para resolver a falta de conetividade, o seu aparelho utilizou um simples cartão SIM para ligação à internet.

A comunicação com o aparelho é feita através do Telegram, usando um bot programado pelo próprio. A sua avó apenas tem de ligar o aparelho e receber os pequenos papeis impressos com mensagens e fotografias. A caixa de morangos, agora transformada num sistema de mensagens instantâneas, foi inspirado em equipamentos semelhantes, criados por outros entusiastas, como o Yayagram, construído por um engenheiro conterrâneo.

Veja na galeria imagens da pequena caixa de mensagens:

Durante a produção do pequeno engenho, Guido García foi atualizando a sua conta do Twitter com os passos feitos, tornando-se um sucesso entre os internautas que partilham o seu feito mais de 2.100 vezes, recebendo mais de 9.000 “gostos”, tornando-se viral, conta o jornal espanhol. Além da troca de ideias e inspirações para outros projetos, o engenheiro chegou mesmo a receber encomendas.

O objetivo da sua invenção era interagir com a sua avó, mas de forma a que esta não tivesse de fazer nada. Escolheu o Telegram pela facilidade de acesso ao seu bot, referindo que no caso do WhatsApp teria de ficar à espera de uma autorização da Meta, além do custo no envio de mensagens associado. Assim, o bot recebe as mensagens do engenheiro e dá as devidas instruções para a impressora.

Guido García elogiou as capacidades do pequeno Raspberry Pi, salientando que é mais poderoso do que o que parece, mesmo com os seus 512 MB de RAM. Para este tipo de aplicativos ou sistemas de automatização doméstica são bastante eficazes pelo seu baixo consumo, silêncio a trabalhar e não aquecem.

Este projeto demorou cerca de 40 horas a concluir, tendo custado no total 180 euros: 50 euros para a impressora, 20 euros para o Raspberry Pi com o SIM e ainda 70 euros para a placa de comunicação. E mais alguns euros para outros componentes. Ainda assim, diz que o sistema poderia ter sido construído de forma mais barata, uma vez que certos acessórios foram mais difíceis de encontrar e foram mais caros que o habitual.

Na prática, quando alguém lhe envia uma foto ou mensagem, a senhora apenas tem de se dirigir à caixa de morangos para recolher o papel na impressora. Segundo é referido, o engenheiro completou o projeto mas ainda não entregou a prenda à avó.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.