A ferramenta que está a ser criada por um conjunto de cinco universidades europeias vai funcionar como um detetor de mentiras do Twitter. O Pheme, nome do sistema e de uma deusa grega conhecida por espalhar informação por todos, fosse boa ou má, tem como objetivo ajudar jornalistas, empresários e serviços de emergência a evitarem mitos e embustes em ambiente social.

Numa altura em que as redes sociais são usadas como modelos de distribuição de conteúdos, são já alguns os casos de informações erradas que rapidamente se tornaram uma "verdade" a nível mundial.

Um caso que ficou conhecido foi aquele em que Portugal estaria a viver uma situação de guerra civil. O caso remonta a 2012 e terá tido início em Espanha. Rapidamente a hashtag #PrayForPortugal - reza por Portugal - tomou o Twitter de assalto, fazendo com que muitos se acreditassem que o país estava num processo de revolta interna. Na altura o El País e a Associated Press terão tomado a informação como verdadeira.

Para prevenir casos do género o Pheme vai categorizar a informação suspeita como especulativa, controversa, desinformativa ou como errada. Para ajudar também vai fazer uma categorização das fontes da informação, isto é, se foram fontes anónimas, se têm por base relatos de especialistas ou se simplesmente não têm fundamento.

O algoritmo que vai analisar a informação em tempo real também vai ter em conta o histórico do perfil do Twitter que publicou a informação e vai "olhar" para a forma como a informação vai sendo partilhada na rede social.

De acordo com a Sky News, o Pheme vai ainda procurar por outras fontes de informação relacionadas com o mesmo tema para apurar a maior ou menor firmeza dos factos relatados.

Kalina Bontcheva, uma das investigadoras do projeto, considera que as redes sociais são positivas para a partilha de informação, mas fazem-no tão rápido que torna-se difícil distinguir o que é verdade do que não é.

O próprio Twitter reconhece o problema da veracidade da informação, tendo muitas vezes que lutar contra a existência de perfis falsos. Por esta razão é que a plataforma online criou a verificação de perfis.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.