Fotografias mais ousadas, vídeos, demonstrações de posição radicais e comentários menos apropriados começam a ser retirados dos perfis de jovens norte-americanos, cada vez mais conscientes do impacto da informação publicada online. Um estudo da Pew Internet & American Life Project mostra que a cautela domina agora a atitude de um número crescente de jovens.

A limitação da informação divulgada e a escolha de serviços de confiança faz também parte de um novo perfil de utilização que se afasta de atitudes mais descontraídas identificadas anteriormente, e que levaram a uma onda de alertas e iniciativas de consciencialização dos utilizadores para os riscos que corriam.

Quando comparados com utilizadores mais velhos, os jovens adultos mostram mais cuidado na protecção de informação pessoal, ao contrário da percepção tradicional. A vigilância sobre o que outros dizem sobre si na Internet é também maior, com o recurso aos motores de busca para pesquisar comentários e informação disponível.

A análise desta organização mostra porém que, globalmente, em todos osgrupos etários os utilizadores têm agora menos preocupação com a sua reputação online e a privacidade.

[caption]gráfico pew[/caption]

Só 33% dos utilizadores entre os 18 e os mais de 65 anos de idade estão preocupados com a informação disponibilizada online, quando há um ano o valor se elevava a 38%. A quebra foi mais acentuada nos grupos etários dos 50 aos 64 anos e nos utilizadores com mais de 65 anos.

As habituais preocupações com o que a família e amigos próximos podem achar de demonstrações menos próprias online e com a “visão” do patrão já se tornam mais indiferentes para estes grupos etários, limitando o efeito de escrutínio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.