Os lares portugueses contam, em média, com 3,4 dispositivos que suportam ligação à Internet, enquanto a média mundial se situa nos 3,1 equipamentos com ligação à rede, revela um estudo divulgado hoje.

Os valores são incluídos entre as conclusões de um estudo encomendado pela ESET e levado a cabo pela United Consultants, onde numa das questões era perguntado "quantos dispositivos têm em casa que possam ser ligados à Internet?".

No que respeita ao tipo de equipamentos usados, a tendência é, em território nacional, a mesma seguida noutras partes do mundo, onde a maior fatia de utilizadores usa desktops (75%), mesmo que no nosso país a percentagem seja inferior: 65%.

Os portáteis surgem em segundo lugar na tabela de equipamentos mais utilizados pelos portugueses (58%) e também a nível internacional (65%), com a particularidade de, em Portugal, serem também os equipamentos preferenciais para esse efeito - ao contrário do que se verifica internacionalmente.

No nosso país, 45 por cento dos internautas recorrem principalmente ao portátil, uma percentagem que é de 41 por cento no resto do mundo - onde o desktop reúne 51% das preferências. Seis por cento usa preferencialmente um netbook, o que representa o dobro dos 3 por cento que opta por estes ultraportáteis no estrangeiro.

A utilização parece estar menos democratizada em matéria de tablets e smartphones. Enquanto os telefones inteligentes são usados para navegar na Internet por 39% dos estrangeiros, em Portugal a percentagem situa-se ainda nos 27%.

No segmento dos tablets a diferença é ainda maior. O equipamento que é usado para este efeito por 12 por cento dos inquiridos a nível mundial, apenas é utilizado por 3 por cento dos portugueses.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.